Pôr do Sol no Alentejo

Pôr do Sol no Alentejo

Seguidores

terça-feira, 14 de abril de 2015

Como habitualmente abro a loja às nove horas, depois fico na expectativa, quem será que entra primeiro? Um cliente ou a dona Antónia? Quase sempre é a dona Antónia a primeira pessoa a entrar na loja e pela enésima vez vou ter de ouvir a mesma conversa de sempre! Enquanto ela lá está quase ninguém entra!  Estou farto, um dia destes dou-lhe uma má resposta para ver se ela se ofende e desaparece. Só não o fiz ainda porque tenho pena dela. É uma pessoa que sofre terrivelmente de solidão, devido ao seu horrível feitio! As pessoas fogem dela como o diabo foge da cruz!

Dona Antónia trabalhou quarenta anos numa loja de artigos de luxo, na Rua do Carmo, era a chefe. Ao longo desse tempo conheceu três patrões: o primeiro patrão foi o que a contratou, primeiro como empregada de balcão e mais tarde nomeou-a como responsável pela loja.
Quando morreu sucedeu-lhe o seu genro, que manteve a linha do sogro e tudo correu maravilhosamente para dona Antónia. Porém, problemas de saúde graves, levaram prematuramente à morte o seu segundo patrão.
 Sucedeu-lhe o seu filho e começaram os problemas… A senhora Antónia estava habituada a pôr e dispor dos assuntos da loja e agora aparecia um fedelho a alterar e a desdizer do que ela tinha determinado!
O novo patrão queria fazer alterações na disposição da loja, queria inovar, queria modernizar, porém, dona Antónia opunha-se ferozmente a qualquer mudança! Até que o novo patrão que ela conhecia desde pequeno, que andou com ele ao colo, como ela diz, lhe chamou à atenção, afirmando-lhe que ali, ele é que era o patrão e ela era a sua empregada e só tinha que fazer aquilo que ele lhe mandava.
Dona Antónia quase explodiu de indignação, num interminável rol de queixas e lamentações, constatando que tinha dedicado toda a sua vida a esta loja e que agora era este é o pago que levava.
Depois de uma tarde inteira de discussões, dona Antónia, demite-se como chefe, o que o patrão aceitou de imediato e para não criar mais celeuma, ninguém mais foi nomeado chefe.
Porem dona Antónia apesar de já não ser a chefe, continuava a mandar e a falar mais alto que ninguém. Ela impunha e continuava a dominar, várias vezes foi chamada à atenção para falar mais baixo e para se limitar a fazer o seu trabalho. Mas não, foram quarenta anos no comando, estava-lhe no sangue a postura de chefe.
Porém, o pior estava para vir: todos os anos no mês de Janeiro havia aumentos dos vencimentos dos empregados da loja, normalmente era um pouco acima da inflação e naquele ano, não foi excepção! Porém, para dona Antónia não houve! Furibunda, entrou no escritório do patrão, querendo saber a razão! Foi-lhe então dito que ela já ganhava mais que as suas colegas porque era a chefe, mas como agora já o não era, ela terá que esperar, até os outras atingirem o ordenado dela. Berrou em plenos pulmões armando uma barraca de tal forma que foi despedida!
Recebeu uma choruda indemnização e foi para o fundo de desemprego. Tinha sessenta anos e ao fim de três anos no fundo de desemprego passaram-na à reforma.
Actualmente tem setenta anos e eu nunca conheci um ser humano tão egocêntrico! Todas as conversas são canalizadas imediatamente para si e para as suas coisas. Vive evocando o eu e não existe nenhuma conversa que não seja canalizada para as suas coisas pessoais. Fala aos berros para que todos a oiçam. Ela considere-se a pessoa mais correcta, a mais esclarecida e a mais esperta que há. A que melhor se veste, a que tem mais bom gosto, um ser superior que descende de gente superior!
Ninguém tem pachorra para a aturar, os vizinhos fogem a sete pés dela…
Há cerca de três meses saiu- me na rifa! Todos os dias por volta das nove e tal,  levo com ela, que me repete as mesmas histórias. Caga as mesmas postas de pescada, pronuncia as mesmas sentenças…

Estou farto! Normalmente sou um diplomata e já tentei diplomaticamente correr com ela, mas ela só se ouve a si própria. Optei por ficar no computador e não olhar para ela, pode ser que se ofenda e se vá embora. Deus queira que sim, que vá para a puta que a pariu! Que me desampare a loja! 

5 comentários:

  1. Que este fin de semana resulte espléndido para ti, te dejo una frase y fuerte abrazo:
    La amistad es un alma que habita en dos cuerpos; un corazón que habita en dos almas.

    Aristóteles

    http://bajolalupadegiglio.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado querida amiga.Um grande e doce fim de semana para ti Gigliola. Beijinhos

      Eliminar
  2. Posso dar uma sugestão?
    Contrate a dona Antónia para gerente e em seguida a demita!
    Forte abraço e bom fim de semana!

    VitorNani & Hang Gliding Paradise

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente sugestão Vitor :) Um grande abraço

      Eliminar
  3. Posso dar uma sugestão?
    Contrate a dona Antónia para gerente e em seguida a demita!
    Forte abraço e bom fim de semana!

    VitorNani & Hang Gliding Paradise

    ResponderEliminar

Acerca de mim

A minha foto
Seixal, Setúbal, Portugal