Pôr do Sol no Alentejo

Pôr do Sol no Alentejo

Seguidores

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Tu

Não é senão contigo
Que posso falar a minha língua
E através dela ser compreendido.

Não e senão de ti
Que vem a inspiração
Dos meus cinco sentidos.

Não é senão para ti
Que levanto-me a cada manhã
Para uma vida nova.

Não é senão por tua causa
Que a cada noite resisto a deitar-me
Como se, por ser sozinho, fosse numa cova.

Não é senão junto a ti
Que encontro o conforto da união,
A mais completa, a de livre vontade.

Não é senão em ti
Que encontro o fogo do desejo
Ainda ardente quando nada mais arde.

 Não é senão a ti
Que aponta a seta
Da minha meca.

Não é senão tua face
Que me domina o pensamento,
O meu pecado que não peca.

Não é senão "tu"
O pronome pessoal mais pessoal,
Pois o menos pronunciado.

E não é senão em teu nome
Que rezo minhas preces (quando rezo),
Pedindo para aceitar o meu fado.

Ricardo Fernandes



1 comentário:

  1. Recordar é um prazer.
    E ser recordado é igualmente um prazer, ainda maior.

    ResponderEliminar

Acerca de mim

A minha foto
Seixal, Setúbal, Portugal